31 janeiro 2007

A suficiência das escrituras

A base de todas as igrejas cristãs se encontra na Bíblia, um livro com significado espiritual que vem marcando a humanidade ocidental desde os primeiros séculos. Ela apresenta 66 livros, 39 no AT e 27 no NT. Foram livros escritos por homens, mas com certeza, inspirados por Deus.

Faço esta afirmação no fato de que foram livros escritos ao longo do tempo, num espaço aproximado de 1600 anos, e mesmo assim possuem uma harmonia impressionante, uma interligação que nenhum outro livro escrito apresenta.

A Bíblia é a palavra de Deus. Revelada a nós através dos séculos. Ela não está presa a uma época ou cultura. Seus conceitos podem ser aplicados em qualquer tempo, para qualquer pessoa.

A Bíblia revela Deus para o homem. Não uma revelação total, pois nenhum livro pode expressar toda a glória e grandeza do criador. Mas revela o suficiente para sabermos que Jesus é o filho de Deus e que através do seu nascimento, vida, morte e ressurreição temos a salvação e perdão dos nossos pecados e uma vida eterna assegurada para todo aquele que creia que Jesus é o salvador de nossas almas e único caminho aos céus.

São conceitos que parecem exóticos. Um livro que fala de Deus, seu filho, leis, profecias, promessas... Mas quando olhamos com cuidado vemos claramente que fazemos parte de um projeto maior, que somos importantes e temos valor. Não somos frutos do acaso ou de um processo evolutivo qualquer. Fomos criados por Deus, à sua imagem e semelhança.

E vemos que mesmo pequenos, com falhas graves, com um desejo para o erro enorme, ainda assim existe um Deus que me conhece de forma pessoal. Que conhece o meu passado, a minha estória, meus pensamentos e desejos.

Este Deus pessoal é conhecido através da leitura atenta e cuidadosa da Bíblia, com oração e humildade. Deus vai se revelando ao homem, demonstrando a sua vontade, e o comprimento dessa vontade me faz feliz e me completa.

O que temos na Bíblia é suficiente para conhecermos a Deus, para conhecermos seu filho, suficiente para entender o plano de salvação. Posso olhar a natureza, posso analisar a criação, mas o conhecimento de Deus necessário para a salvação somente através da escritura.

Os liberais afirmam que a Bíblia contém a palavra de Deus, o que permite descartar certas partes do texto sagrado. Mas isso é justamente uma fuga para não confrontar-se com o texto e mudar seus pensamentos.

Leia a Bíblia diariamente, confronte as suas idéias com o texto sagrado. Procure aplicar o que você está lendo em sua vida, com as suas ideias, com seus pensamentos. Tenha coragem para mudar. Não faça deste conhecimento algo de orgulho perante outras pessoas. Use o conhecimento para desenvolver a sua salvação.

Faça isso e você irá crescer em santidade diante de Deus.

Um abraço

Alexandre




P.S. O primeiro livro impresso foi a Bíblia por Johann Gutemberg


30 janeiro 2007

Temas importantes


A fé evangélica apresenta um conjunto de conhecimentos que a diferem de outras religiões. Dentro do evangelicalismo moderno, que hoje se tornou um caldeirão, temos uma mistura de grupos extremamente heterogênea.

Eu como presbiteriano, não consigo me enquadrar neste contexto, e sim me vejo dentro de uma visão um pouco mais tradicional, com raizes na reforma protestante do século XVI. Dentro deste presuposto a fé reformada apresenta algumas caracterísiticas que unem, de modo geral, os reformados no mundo tudo. Posso citar 3 pontos básicos: A suficiência das escrituras, a soberania de Deus e as doutrinas da graça.

Estes pontos sempre foram um pouco difíceis pra mim quando era mais novo, por isso volto a eles para, através desse blog explicá-los numa linguagem o mais simples possível com algumas implicações no nosso cotidiano.

A cada novo post vou colocar um ítem para tentar analisá-lo da melhor forma que eu conseguir, com a ajuda de Deus.

Um abraço

Alexandre

22 janeiro 2007

A IGREJA QUE SONHO VER

SONHO com uma igreja onde os crentes são assíduos e pontuais, cooperando para que os cultos sejam mais espirituais.

SONHO com uma igreja onde há acentuado louvor em todas as reuniões, com participação de todos.

SONHO com uma igreja avivada e com visão missionária, onde há colheita todos os meses.

SONHO com uma Igreja de oração e temor de Deus, a exemplo de Atos 2.12, 43, 47 e 9.31.

SONHO com uma igreja onde todos os membros entendem que o dízimo é do Senhor (Malaquias 3.10) e um meio de graça, para maiores bênçãos.

SONHO com uma igreja onde os dons espirituais são entendidos e exercitados, sob a orientação do Espírito Santo que em nós habita.

SONHO com uma Igreja onde se combate as “obras da carne” e se cultiva o “fruto do Espírito”, sem restrições e preconceitos.

SONHO com uma igreja consagrada e santificada, onde não há pecados escondidos, um dos principais entraves ao seu progresso.

SONHO com uma igreja preparada e “ataviada como noiva”, aguardando o arrebatamento, o encontro com Cristo, conforme I Tessalonicenses 4.13-18.

(Texto do Pastor Oséas Heckert, escrito em 1987)

P.S. O Rev. Oséas Heckert foi pastor da 4a IP de Juiz de Fora por quase 30 anos

09 janeiro 2007

A Prisão dos Hernades



Hoje pela manhã os jornais noticiaram a prisão do casal Estevam Hernandes e sua esposa Sonia em Miami, EUA por entrarem com U$$ 56.000, valor acima do limite permitido. O Casal tem estado na mídia nos últimos dias de forma bem intensa, numa divulgação detalhada sobre as atuações da igreja Renascer, fundada pelo casal.

A ação desse casal e mais uma repetição de vários outros casos envolvendo pastores, dinheiro e riquezas. O crescimento rápido dessa denominação, que apresenta jovens em sua maioria, surpeendeu a muitos pela sua linguagem moderna com muita música e imagens.

Não tenho críticas à esta igreja, nem a seu modo de ser. Fica para outro post.

Meu foco é na pessoa humana. O Pr. Estevam é pra mim um grande pregador, mas que não resitiu em seu lado humano às riquezas expostas diante dele. A visão da teologia reformada nos ensina que o homem em sua essencia é mal, e sempre inclinado para o pecado. O nosso coração somente deseja a Deus quando o Espírito Santo habita e governa. Muitas vezes nos tomamos a frente e governamos. Quase sempre quebramos a cara (quando não é pela misericordia de Deus).

O que aconteceu com a família Hernandes é um alerta para mim, para nós com relação a estarmos atentos com nossas ações diárias. Estar atento para que tudo o que fizermos, seja para a glória de Deus. Estar atento para que as nossas decisões aconteçam sempre pela luz da palavra de Deus e de seu Santo Espírito.


"Portanto, aquele que pensa que está de pé é melhor ter cuidado para não cair."
I Co 10.12

02 janeiro 2007

Saddam, violência e Vida

Começamos o ano ouvindo sobre a morte de Saddam Hussein, o carniceiro iraquiano, o matador de mulheres e crianças, o diabo do oriente. Videos já estão na internet mostrando cenas do enforcamento. Saddam foi um lider violento e sanguinário que levou, através de ordens (e dizem até pessoalmente) à morte de várias pessoas.

Sua morte, com certeza vai levar a um recrudescimento da violência no já tão sofrido Iraque. Com certeza os xiitas comemoraram muito, após anos de governo sunita. Com certeza o país já vive a muito tempo uma guerra civil, sem precedentes. Algumas fontes já falam que o número de mortos é maior depois da ocupação americana, do que no período de satâ, que dizer Saddam.

Muitos evangélicos vêem a atual situação como a mão de Deus, punindo aqueles terroristas sem coração e adeptos de uma religião violenta e sectária.

Procuro olhar com outros olhos a atual situação desse país tão distante, mas que guarda em suas terras a história da aliança que Deus fez com Abrão a mais de 4.ooo anos. Aliança esta perpétua que nós, seus eleitos, participamos com coração cheio de gratidão.

As causas mais espúrias foram utilizadas para começar esta guerra. A morte de pessoas inocentes ocorre quase sem nos causar mais dor, pois só temos diante de nós uma imagem nua, fria e distante.

Penso então na mensagem de Jesus no sermão do monte e das suas bem-aventuranças e me pergunto: - É necessária tanta violência?

Não quero entrar no mérito da guerra, mas suas consequências já passsaram do aceitável. A morte de Saddam não resolve nada. Sua prisão perpétua seria pra mim muito mais educativo para todos.

A mensagem da graça fala de vida e não de morte. Fala da esperança e não da desilusão. Olhar esta realidade da graça me impulsiona a dizer cada vez mais, para um número maior de pessoas que existe resposta para hoje, para agora, através de Jesus, e não somente em outra vida.

Jesus, a minha esperança, a minha fonte de vida.